YouTube ou Instagram: o que é melhor para os seus vídeos?

YouTube e Instagram estão entre as melhores plataformas de vídeos para o marketing digital. Enquanto o YouTube já nasceu e se popularizou como a maior plataforma de vídeos da internet, o Instagram se voltou para os conteúdos audiovisuais apenas nos últimos anos.

Cada canal tem as suas características e o seu perfil de audiência. Mas tanto YouTube quanto Instagram são ferramentas poderosas do marketing de vídeos, que se torna cada vez mais valioso para as empresas. É claro que conteúdos estáticos ainda têm valor, mas as pessoas estão cada vez mais consumindo audiovisual na internet.

Por isso, quem ainda trabalha apenas com textos e imagens estáticas deve se atualizar logo para acompanhar a tendência dos vídeos na internet. Mas, quando fazem isso, muitas empresas ficam em dúvida sobre qual a melhor plataforma para publicar seus conteúdos.

Por isso, vamos entender agora as principais características de YouTube e Instagram para você saber em qual deles deve focar. Acompanhe agora para saber tudo!

A importância dos vídeos no marketing digital

Faz tempo que as plataformas de conteúdo e redes sociais na internet passaram a focar em vídeos. No início, você acessava o Facebook ou o Instagram, por exemplo, e só via conteúdos estáticos no feed. Porém, esses canais foram se adaptando ao comportamento do usuário, que muitas vezes prefere consumir um conteúdo ou encontrar as respostas para suas dúvidas em forma de vídeo.

Em geral, trata-se de um conteúdo mais dinâmico e envolvente, que consegue transmitir informação e entretenimento de maneira mais atrativa.

De acordo com dados da Wyzowl, 96% das pessoas assistiram a um vídeo explicativo para saber mais sobre um produto ou serviço.

Outro dado interessante: quando perguntados sobre como gostariam de saber mais sobre um produto ou serviço, 73% disseram que prefeririam assistir a um vídeo curto, enquanto apenas 11% preferem ler um artigo, 4% preferem um infográfico e 3% preferem um ebook.

Além disso, as pessoas assistem a uma média de 19 horas de vídeo online por semana, o que representa um aumento de 1 hora em relação a 12 meses atrás e de 8,5 horas nos últimos 4 anos.

Média de horas de vídeos online assistidos por semana

Por isso, os vídeos se tornaram também ferramentas importantes para o marketing digital. Empresas que desejam se conectar com o consumidor por meio do marketing de conteúdo e social media devem se tornar mais hábeis no vídeo marketing. Ainda de acordo com dados da Wyzowl, 86% das empresas utilizam vídeos como uma ferramenta de marketing.

Os vídeos podem contribuir para diferentes estratégias da marca. Estes são alguns exemplos de vídeos que a empresa pode produzir:

  • Vídeos institucionais, sobre a história da empresa, cultura organizacional etc.;
  • Anúncios publicitários em vídeo, para veicular em social ads ou mídia display;
  • Entrevistas, palestras e webinars com especialistas do mercado, inclusive colaboradores;
  • Tutoriais, demonstrações e reviews de produtos;
  • Depoimentos e cases de clientes;
  • Transmissões ao vivo de eventos, shows, live shop etc.;
  • Vídeos dinâmicos, ao estilo TikTok e Reels;
  • Conteúdos educativos e dicas sobre temas da sua área de atuação;
  • Branded content, como filmes e webséries que servem entretenimento;
  • Onboarding de novos clientes e colaboradores.

Vídeos no Instagram: quais os principais benefícios?

Se o Instagram nasceu como uma rede social de fotos, atualmente a plataforma já se reposicionou para abraçar os vídeos.

Quem disse isso foi Adam Mosseri, diretor do Instagram, que anunciou a mudança de foco da rede social para quatro principais áreas: criadores, vídeo, shopping e mensagens. No vídeo abaixo, você pode assistir a essa declaração:

Atualmente você pode trabalhar com vídeos no Instagram em diferentes canais da plataforma. Em cada canal, você pode traçar diferentes estratégias de conteúdo:

  • Feed – Conteúdos que ficam fixos no perfil da marca, especialmente para vídeos “sem data de validade”;
  • Stories – Conteúdos rápidos, que duram apenas 24h, ideais para interagir com o público por meio de perguntas e enquetes;
  • Live Instagram – Transmissões ao vivo, ideais para eventos e live shopping;
  • Reels – Vídeos curtos que seguem a dinâmica do TikTok e ajudam a alcançar novos usuários por meio das recomendações do Instagram;
  • IGTV – Vídeos mais longos, para conteúdos mais densos e aprofundados.

Relacionamento com a audiência

A principal característica dos vídeos no Instagram é o poder de relacionamento com o público. Você pode utilizar diferentes canais para criar diferentes tipos de conteúdos e se conectar com diferentes perfis de audiência.

Por meio dos vídeos, você pode nutrir o relacionamento com os consumidores ao longo da sua jornada, além de estimular o desejo de compra e manter a marca sempre na lembrança do consumidor. O desafio, porém, é conquistar a atenção dos seguidores do Instagram, que passam rapidamente pelos posts da timeline e seguem centenas de outros perfis.

No Instagram, as pessoas se sentem mais próximas das marcas, porque elas fazem parte do seu dia a dia, sempre presentes na rolagem do feed ou dos stories, disponíveis para interação. É um pouco diferente da relação que os usuários do YouTube estabelecem com as marcas, quando se posicionam mais como espectadores, com menos proximidade e interatividade.

Vídeos no YouTube: quais os principais benefícios?

O YouTube já nasceu como uma plataforma de vídeos. Esse sempre foi seu formato principal. Porém, no início, o YouTube era um grande repositório de vídeos caseiros e amadores, geralmente de humor e entretenimento.

Mas, nos últimos anos, o YouTube se tornou uma grande plataforma para marcas e influenciadores (que ficaram conhecidos como YouTubers), com vídeos profissionais e de alto valor para a audiência. Muitos deles conquistam um público fiel, que acompanha todas as suas atualizações semanais ou até diárias.

Embora o YouTube ofereça formas de interação, as marcas se posicionam mais como criadores de conteúdo, enquanto os usuários se tornam mais espectadores, com menos interatividade e proximidade. Apesar disso, o YouTube também é uma boa ferramenta para nutrir relacionamento com a audiência e humanizar a marca, com diferentes tipos de vídeo.

Além dos vídeos da plataforma, o YouTube aposta também no Shorts, que são vídeos curtos no formato do TikTok. Eles são acessados por meio do aplicativo mobile do YouTube e, diferentemente dos vídeos tradicionais, não aparecem na busca do Google.

Canal de indexação no Google

O YouTube tem uma característica valiosa: os vídeos publicados na plataforma são indexados na Pesquisa do Google. Isso significa que eles podem aparecer para os usuários nas pesquisas do buscador — e o Google prioriza esse formato de conteúdo, logo nos primeiros resultados, quando for melhor responder ao usuário por meio de vídeos.

Para marcas e criadores de conteúdo, essa característica significa uma grande oportunidade de aumentar sua visibilidade na internet, especialmente se os vídeos são otimizados com SEO para YouTube. Você pode alcançar e atrair muito mais pessoas, que não precisam estar dentro do YouTube para chegar até os seus vídeos.

Isso traz uma grande diferença do YouTube em relação ao Instagram. No YouTube, as pessoas costumam pesquisar pelos conteúdos, seja no Google, seja na sua própria plataforma. Dessa forma, os seus vídeos podem aparecer para os usuários exatamente quando eles estão interessados naquele assunto e querem resolver um problema.

No Instagram, por outro lado, a principal forma de consumir conteúdos é por meio da rolagem no feed. Portanto, os usuários não estão procurando algum conteúdo específico, então o desafio de conquistar o interesse deles é maior.

Outra diferença é que o conteúdo ganha um tempo de vida maior. Ele pode ser encontrado por usuários que tenham interesse naquele assunto, mesmo que seja daqui a alguns anos. Já no Instagram, o conteúdo é mais rápido e dinâmico: nos Stories, dura apenas 24h, mas mesmo nos Reels ou no Feed, o algoritmo exibe para os usuários por apenas alguns dias.

YouTube ou Instagram: qual escolher?

Você não precisa necessariamente escolher entre YouTube e Instagram. As duas plataformas oferecem excelentes recursos para vídeos e trazem diferentes vantagens para a sua marca.

Enquanto o Instagram representa uma grande oportunidade de construir relacionamentos com o seu público, o YouTube tende a trazer mais visibilidade para a sua marca no Google e encontrar os usuários no momento em que eles estão mais interessados pelo conteúdo.

De qualquer forma, é importante conhecer bem a sua audiência para entender qual desses canais é mais relevante. Além disso, a partir da sua estratégia de conteúdo, entenda de que forma YouTube e Instagram podem contribuir para atingir seus objetivos e que tipo de conteúdo você pode produzir para cada plataforma.

Por fim, estude bem YouTube e Instagram. Conheça as suas características e diferenciais para saber todos os recursos que você pode usar, bem como o público que pode alcançar. As duas plataformas podem contribuir para as suas estratégias de marketing digital.

Agora, continue lendo outras publicações do nosso blog para saber outras dicas de marketing. Você pode se interessar pelo nosso artigo sobre SEO On Page, que vai ajudar você a conquistar os primeiros lugares do Google. Aproveite as dicas!

Entre em contato

CONDOMÍNIO SUNSHINE DRIVE
Av. Lucio Costa, 9500, Alfa Barra 2 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro, RJ